Arquivos da categoria: Impostos

IRRF: Tabela, e quem deve declarar o Imposto de Renda

Já efetuou sua declaração de imposto de renda? No ano de 2016 até então, mais de dois milhões de declarações já foram realizadas sendo que o prazo vai até o dia 29 de abril. O tributo não é obrigatório para todos os cidadãos brasileiros e sim para uma parcela da população que percebe uma renda superior a um valor pré-definido. Saiba se você precisa declarar e como fazê-la.

Devem apresentar a Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física referente ao exercício 2016, todas as pessoas residentes no Brasil, que no ano de 2015, receberam valores superiores a R$ 28.123,91 e que perceberam a remuneração maior que R$ 40.000,00 no que se refere a rendimentos isentos, isentos, tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte.

E não para por ai! Outros critérios dão obrigatoriedade e por isso, alguns cidadãos têm que declarar seu Imposto de Renda Pessoa Física 2017. Se o cidadão em qualquer mês obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos e teve a incidência do I.R, ou realizou operações em bolsas de valores, ele deve sim declarar.

Se o cidadão passou a condição de residente no Brasil ou aquele cidadão que optou pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais também deve declarar. Referente à zona rural, se a receita bruta foi maior que R$ 140.619,55 ou se até 31 de dezembro de 2015 possui bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00, é um fator de obrigatoriedade da declaração.

irrf

O limite anual de dedução por dependente passou a ser esse ano de R$ 2.275,08 e o limite anual de dedução de despesas com educação passou para R$ 3.561,50.Na forma de tributação utilizando o desconto de 20% do valor dos rendimentos tributáveis na declaração (desconto simplificado). Lembrando que a dedução está limitada a R$ 16.754,34.

Tabela IRRF 2018

A Tabela do Imposto de Renda mostra quais são os valores que deverão ser pagos de imposto Retido na Fonte, de acordo com as bases salarias que o trabalhador recebe na carteira assinada.

Um arquivo com várias perguntas e respostas sobre todas as etapas da Declaração do Imposto Pessoa Física foi criado e disponibilizado pela Receita Federal para esclarecer dúvidas quanto à apresentação da Declaração de Ajuste Anual (DAA) do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) referente ao exercício de 2017, ano-calendário de 2016.

Os obrigados a declarar devem reunir uma série de documentos e após isso, utilizar um programa chamado Gerador da Declaração (PGD) relativo ao exercício de 2016, que está disponível no site da Receita Federal – http://idg.receita.fazenda.gov.br.

Tags

Prazo para declarar o Imposto de Renda acaba sexta feira

Os cidadãos brasileiros que ainda não declaram seu IR – Imposto de Renda, terão somente até esta sexta-feira (26/04) para enviar sua declaração ao Fisco. Segundo dados levantados pelo Governo, mais de metade dos contribuintes no Brasil ainda não enviaram o documento com a declaração de renda.

Devem declarar o Imposto de Renda, cerca de 28,3 milhões de contribuintes no país. O prazo para enviar as declarações que começou dia 2 de março, vai até as 23h59 da próxima sexta feira. Quem não enviar dentro do prazo, está sujeito a pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

Quem deve declarar

Segundo os dados divulgados pela Receita Federal, devem enviar a declaração do Imposto de Renda, o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016, ano base para o IR 2017.

A novidade para envio das declarações, está no fato de um único software realizar todo o processo de preenchimento dos dados e da transmissão para o Fisco. O programa para fazer declaração é o o Receitanet), que pode ser baixado gratuitamente no site da própria Receita Federal.

Os contribuintes que optarem por escolher o desconto simplificado na declaração do imposto, não irá sofrer as deduções admitidas na legislação tributária em troca de uma dedução de 20% do valor dos rendimentos tributáveis, limitada a R$ 16.754,34.

Restituições do Imposto de Renda

Alguns contribuintes podem ter direito a restituição do valor do imposto de renda. Caso o trabalhador não tenha atingido o valor limite para declaração do imposto, terá direito a restituir o valor que foi pago no ato do envio dos documentos.

A restituição se dá nos casos do valor retido de IR na fonte, quando não há obrigação de declaração. As restituições começarão a ser pagas em 16 de junho e seguem até dezembro, para os contribuintes cujas declarações não caíram em malha fina.